Billabong usa tablets e transforma praia em canal de venda

Já imaginou poder comprar suas roupas sem precisar tirar o pé da areia? A Billabong, marca australiana especialista nos actions sports, e a Linx, fornecedora de soluções tecnológicas para o varejo, uniram forças para que as pessoas pudessem adquirir camisetas, bermudas, bonés, entre outros artigos da marca, na praia, sem sair debaixo do guarda-sol.

Entre os dias 8 e 19 de maio, durante o Billabong Rio PRO, etapa brasileira do circuito mundial de surf – realizado na Barra da Tijuca, no Rio – os espectadores e admirados do lifestyle surfwear tiveram uma experiência de compra inédita. Por meio do uso de tablets, equipados com um sistema de vendas mobile, vendedores da Billabong abordaram as pessoas na praia para expor e vender as coleções da marca.

“O objetivo da Billabong é sempre de estar mais próxima do seu consumidor. Nosso público é jovem e o que estamos fazendo é buscar formas de satisfazê-lo para que ele sempre se sinta parte do nosso estilo de vida. Hoje, mais do que nunca, os departamentos de marketing, TI e vendas devem estar totalmente ligados aos valores da marca e esse é o grande segredo do omni-channel”, explica Alessandra Berlinck, CEO do Grupo GSM para América Latina, que representa a marca no Brasil.

Para Leonardo Santos, gerente de TI da Billabong Brasil, “além de visualizarem de forma fácil e intuitiva todo o showroom da Billabong, os consumidores puderam ter acesso às combinações de look criadas pelo departamento de moda da marca. O ganho de velocidade e agilidade nesse formato de venda é muito maior, pois não há necessidade de deslocamentos e o pagamento da compra é feito no próprio tablet, na hora. Tivemos um aumento de 30% nas vendas com essa ação”, completou Santos.

Das cerca de 6 mil pessoas que acompanharam o campeonato de surf, 70% foram impactadas pela ação da marca. “Considerando este público, estimamos que entre 20% e 25% consumaram a compra dos nossos produtos”, comentou Leonardo Santos.

Para Jean Carlo Klaumann, vice-presidente de Operações da Linx, o objetivo do software instalado no tablet é agregar mais valor à experiência de compra da Billabong. “Combinado a uma oportunidade de compra extremamente confortável e prática, em que as pessoas sequer precisam sair da praia, o sistema de venda apresenta funcionalidades que contribuem para o aumento do ticket médio do consumidor”, comenta Klaumann.

É a primeira vez que essa modalidade de compra, realizada fora da loja (in loco), está sendo realizada no Brasil no que se refere ao mercado de varejo formal. Após efetuarem a compra, os clientes escolhiam entre receber o produto em mãos ou retirá-lo na pop-up store da Billabong, montada na área do campeonato, quando estivessem indo embora da praia.

Fonte: Adnews